quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Bolo de Claras

Chega o frio, aumenta a vontade de fazer comida de forno...e bolinhos! 

Esta receita foi-me cedida por uma pessoa de família, e é muito boa combina: o bolo que cai sempre bem, a doçura do creme de ovos e melhor ainda dá para fazer aproveitamentos! Desperdício zero!

Muitas são as vezes que usamos gemas e sobram claras, e vice versa... Durante muito tempo, ou usava logo tudo na hora, ou o que estava a sobrar ia para o lixo, pois não sabia o que fazer, estava sem ideias ou simplesmente estava sem tempo. Pois bem, descobri que tanto as claras, como as gemas se podem congelar, conseguindo mais tarde ser usadas para o que quisermos sem limitações: crescem na mesma no caso das claras. 

Se têm dúvidas de como fazer, dêem uma olhadela neste vídeo, explica minuciosamente: como fazer, como descongelar e o tempo que podemos ter no congelador. Sigo habitualmente a Chef Léo Oliveira e as suas dicas e receitas são o máximo! Vejam aqui

Ingredientes:

Bolo

250 g - Açúcar
10 - Claras
175 g  - Farinha 
1 - Colher de chá de fermento
Raspa de limão
Nozes q.b.

Cobertura:

1 - Chávena de açúcar
1 - Chávena de água
5 - Gemas

Preparação:

1 - Bater as claras em castelo, adicionando a pouco e pouco o açúcar.
2 - Adicionar lentamente a farinha peneirada juntamente com o fermento, e mexendo com a colher de pau.
3 - Juntar a raspa de limão, e colocar numa forma de buraco previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha.
4 - Levar ao forno a 180ºC, por cerca de 25 minutos.
5 - Num tacho levar ao lume brando a água com o açúcar.
6 - Deixar dissolver completamente, e deixar ferver cerca de 2 minutos.
7 - Tirar do lume e deixar arrefecer um pouco.
8 - Bater as gemas numa taça e ir adicionando aos poucos a calda do açúcar mexendo energicamente para que não cozam.
9 - No fim, levar esta misturar a lume brando até engrossar um pouco, mexendo sempre para não criar grumos.
10 - Retirar o creme de ovos do lume e reservar para esfriar um pouco.
11 - Fazer o teste do palito ao bolo e caso saia seco, retirar do forno, aguardar 10 minutos e desenformar.
12 - Deixar arrefecer um pouco, cobrir com o creme de ovos e decorar com nozes partidas.




Espero que gostem! Deliciem-se!

Obrigada pela visita!



terça-feira, 16 de outubro de 2018

Pães fofinhos de leite

World Bread Day

Nunca participei neste evento, mas ao ser bombardeada de coisas boas no dia de hoje, resolvi meter mãos à obra e fazer algo que habitualmente me sai mal: pão e todos os seus semelhantes, bôlas, massa para rissóis, massa para pizzas, pães de leite, ...

Tenho um série de receitas guardadas que de vez em quando lá ganho coragem e faço, corre bem, cerca de 5% das vezes!

E não é que hoje correu bem? 

O ingrediente essencial em qualquer receita é o amor com que se faz, e seja por ser o dia do pão, seja por eu estar com uma barriga cheia de amor, gravidíssima, correu bem!

A receita não é minha, retirei daqui, mas vou transcrevê-la para que seja mais fácil para quem quiser experimentar.

Ingredientes:

260 ml - Leite
80 g - Manteiga + um pouco para pincelar após irem ao forno
80 g - Açúcar
25 g  - Fermento de padeiro fresco ( ou 1/3 desta quantidade se for fermento seco)
550 g - Farirnha T65 sem fermento
1 - Colher de chá rasa de sal
1 - Gema + 2 colheres de sopa de leite para pincelar

Preparação:

1 - Aquecer o leite até ficar morno não muito quente).
2 - Adicionar a manteiga e o açúcar, mexendo para incorporar.
3 - Adicionar o fermento e mexer até que se dissolva completamente no preparado.
4 - Tapar com película aderente e deixar repousar cerca de 5 minutos (fica com aspecto esponjoso no topo).
5 - Numa tigela, colocar a farinha e o sal, tendo o cuidado de colocar este último no rebordo para que não entre em contacto directo com o fermento.
6 - Quando o fermento estiver pronto, fazer um buraco no centro da farinha e colocar o preparado a pouco e pouco mexendo sempre com as mãos.
7 - Transferir a massa para uma superfície enfarinhada e amassar até que se apresente suave e moldável.
8 - Dividir a massa em 12 bolas iguais, colocando-as num tabuleiro forrado com papel vegetal afastadas umas das outras pois irão crescer ao levedar.
9 - Pincelar com a mistura de ovo e leite e tapar com película aderente pincelada com um pouco de óleo para que não cole à massa.
10 - Deixar levedar num local ameno/morno até duplicar de volume (cerca de 45 min. se usar fermento fresco, o dobro do tempo se for fermento seco).
11 - Levar ao forno a 180ºC por cerca de 25 min.
12 - Quando estiverem prontos pincele com um pouco de manteiga ou, em alternativa, com uma calda de 2 colheres de sopa de açúcar e um pouco de água (que deverá ser aquecida até derreter o açúcar).




Deliciem-se...

Obrigada pela visita!

World Bread Day 2018, October 16

https://www.kochtopf.me/world-bread-day-2018


quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Queijadinhas de leite #2

Não, isto não é um blog só de doces, mas parece...

É, de facto, aquilo que mais prazer me dá fazer, daí a maior parte das receitas serem de coisinhas doces. 

Adoro queijadas, mas ultimamente não sei porque razão a coisa não me tem corrido de feição, pelo que andei em pesquisa de novas receitas, e deparei-me com esta do blog "Receitas para a felicidade" que sigo e adoro! E não é que resultaram na perfeição? Vão já ali para o caderninho das testadas e com bom resultado! Sim, porque muitas vezes nós testamos testamos... e simplesmente não sai bem!

Experimentem, espero que resultem tão bem como as minhas...ou melhor!

Ingredientes:

500 ml - Leite
3 - Ovos
20 g - Manteiga derretida
300 g - Açúcar
50 g - Farinha
30 g - Maizena
Casca de meio limão (cerca de 4 tirinhas)

Preparação:

1 - Pré- aquecer o forno a 180ºC.
2 - Colocar num tacho as cascas do limão e o leite, levar ao lume até levantar fervura, e reservar.
3 - Peneirar para dentro de uma taça as farinhas juntamente com o açúcar.
4 - Juntar a manteiga derretida e os ovos um a um, mexendo sempre entre cada adição.
5 - Por fim adicionar o leite em fio, mexendo sempre a mistura até homogeneizar.
6 - Colocar em forminhas de metal previamente untadas e polvilhadas com farinha ou em forminhas de silicone (mais fácil).
7 - Levar ao forno em banho maria, com o tabuleiro com água até cerca de metade das forminhas, a 180ºC por cerca de 40 min.
8 - Retirar, do forno e deixar arrefecer antes de desenformar.
9 - Desenformar passando um palito pelas extremidades da forma para ajudar a despegar a queijada, se for necessário.
10 - Servir polvilhadas de açúcar em pó, canela ou simples!



Obrigada pela visita!

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Bolo de Pêssego

A fruta caseira tem um aroma muito característico: suave e forte ao mesmo tempo, um odor que prevalece e nos apaixona a cada passagem perto dela. Porém, há um problema: quando uma árvore começa a dar, dá tudo de uma vez só! Temos de nos agilizar para aproveitar ao máximo tudo quanto a natureza nos dá de boa vontade, para que o desperdício seja mínimo. 

Foi desta forma que surgiu este bolo: época de pêssegos, casa da mãe, uma bacia cheia de pêssegos dentro do frigorífico e outros tantos pousados em cima da banca. Alguns já "picados", outros já a darem de si por não serem comidos a tempo...até que perguntei porque não se fazia nada com eles. A resposta não foi satisfatória...pensei, e a resposta foi óbvia: bolo! Como doce não é coisa que me assista, e tenho pena por isso sou sincera, mas a resposta mais comum é sempre bolo. E  ainda bem...ficou maravilhoso, apesar dos percalços, ficou óptimo! 
E sim, usei os pêssegos mais feios e com mau aspecto... ;-)

Ingredientes:

3 - Pêssegos grandes maduros descascados
6 - Ovos
2 - Chávenas de açúcar
2 - Chávenas de farinha 
2 - Colheres de sopa de óleo
1/2 - Chávena de leite
1 - Colher de sopa de fermento em pó
1 - Colher de café de aroma de baunilha
Açúcar para polvilhar

Preparação:

1 - Ligar o forno a 180ºC, forrar o fundo de um tabuleiro com papel vegetal e depois untar com manteiga e polvilhar com farinha.
2 - Separar as claras das gemas e bater as claras em castelo.
3 - Descascar os pêssegos e triturar bem 2 deles juntamente com o leite, o óleo, as gemas e o açúcar.
4 - Numa taça juntar este preparado à farinha misturando bem.
5 - Juntar o aroma de baunilha, e o fermento em pó.
6 - Adicionar as claras, envolvendo bem no preparado.
7 - Colocar a mistura num tabuleiro e levar ao forno por cerca de 5 minutos.
8 - Cortar o outro pêssego em meias luas fininhas.
9 - Retirar o tabuleiro espalhando o pêssego por cima do preparado e polvilhar com açúcar granulado.
10 - Levar ao forno por cerca de 15 minutos.
11 - Fazer o teste do palito para verificar a cozedura, retirar do forno, deixar arrefecer um pouco e desenformar.




Espero que gostem! Deixa um aroma maravilhoso...




segunda-feira, 9 de abril de 2018

Natas do Céu

Confesso que nunca fui muito de pedir este doce no restaurante...provava às vezes daqui e dali, umas vezes adorava, outras...deixava bastante a desejar.

Fiz este Natas do Céu pela primeira vez para agradar a um pedido do meu irmão, que adora e é daqueles que sempre que há, pede! E não é que ficou uma maravilha? Esta foi a segunda vez que fiz, e tento não fazer muitas vezes porque fica mesmo bom...e é tão simples de fazer!

Experimentem, e não se deixem enganar pela simplicidade dos ingredientes!

Ingredientes:

6 - Ovos
80 g - Açúcar
200 ml - Natas frescas para bater
40 g - Açúcar
200 g  - Bolacha Maria
120 ml - Água
130 g - Açúcar
1 - Casca de limão
1 - Pau de canela
2 - Colheres de sopa de leite

Preparação:

1 - Separar as gemas das claras.
2 - Num tacho colocar os 120 ml de água, os 130 g de açúcar, a casca de limão e o pau de canela, e levar ao lume até ferver.
3 - Deixar ferver por cerca de 5 minutos, desligar o lume e retirar a casca e o pau de canela. Reservar e deixar arrefecer um pouco.
4 - Numa taça, bater levemente as gemas e adicionar-lhes a calda em fio, mexendo sempre para que as gemas não cozam imediatamente.
5 - Transferir novamente para um tacho e levar a lume brando mexendo sempre até engrossar.
6 - Assim que ficar em creme, desligar o lume e continuar a mexer mais um pouco e depois deixar a arrefecer.
7 - Bater as natas e ir adicionando os 40 g de açúcar até ficar em chantilly.
8 - Bater as claras em castelo, e ir adicionando os 80 g de açúcar até ficar um merengue bem firme.
9 - Envolver o chantilly no merengue até obter um creme homogéneo.
10 - Triturar as bolachas.
11 - Numa taça grande ou em taças pequenas, colocar camadas alternadas de bolacha triturada e creme branco, sendo a última camada creme branco.
12 - Colocar o leite no doce de ovos, e triturar tudo com a varinha mágica para que o creme fique completamente liso e um pouco mais fluido.
13 - Verter o doce de ovos, já frio, por cima da última camada de creme branco e decorar a gosto.
14 - Levar ao frigorífico por pelo menos 6 horas antes de servir.

Nota: O passo 12 eu fiz questão de colocar, uma vez que o creme de ovos depois de frio fica um pouco espesso e difícil de espalhar, e fazendo este simples processo fica lindo, brilhante e fácil de espalhar, não comprometendo em nada o sabor do mesmo. 



Espero que gostem!

Obrigada pela visita!

domingo, 4 de março de 2018

Bolo Salgado de Chourição

Adoro bôlas... mas sou um bocadinho azelha a fazê-las. 

Às vezes saem perfeitas, mas a maioria corre mal...muito mal: ou porque a massa não cresce, ou porque amasso pouco, ou porque ao amassar ponho muita farinha e fica duro e seco que nem uma pedra, ou porque o fermento que ponho tem um sabor muito intenso que tudo me sabe a fermento...enfim... daí que opte muitas vezes por fazer bolos salgados, e tenho o meu problema resolvido.

Este foi mais um que tirando um pouco daqui e dali, resolvi fazer, num daqueles dias que só apetece fazer bolos...

Ficou muito bom e desapareceu logo...

Ingredientes:

2 - Ovos
200 g - Farinha sem fermento
100 g - Chourição
100 g  - Queijo Mozzarela ralado
1/2 - Cebola
2 - Colheres de sopa de azeite
150 ml - Leite
2 - Colheres de chá de fermento em pó
1 - Colher de chá de orégãos
Sal q.b.
Pimenta preta q.b.

Preparação:

1 - Pré-aquecer o forno a 180ºC
2 - Com uma vara de arames bater os ovos com o leite.
3 - Juntar o azeite e bater bem.
4 - Juntar a farinha a pouco e pouco batendo sempre e por fim o fermento em pó.
5 - Picar a cebola finamente e adicionar à mistura.
6 - Cortar o chourição em pequenos cubos e juntar.
7 - Adicionar o queijo ralado, os orégãos e uma pitada de sal e de pimenta preta mexendo tudo muito bem.
8 - Untar uma forma de bolo inglês e polvilhar com pão ralado.
9 - Transferir a massa para a forma e levar ao forno por cerca de 30 minutos.
10 - Fazer o teste do palito e quando sair seco está pronto.
11 - Desenformar e aproveitar!




Nota: Atenção ao sal que colocam...o queijo e o chourição já são bastante salgados. Ou se coloca apenas uma pitada ou não se coloca mesmo nenhum sal, senão corre-se o risco de ficar muito salgado.

Espero que gostem...

Obrigada pela visita!




quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Red Velvet

Dia de S.Valentim...

O bolo perfeito para este dia não poderia deixar de ser... Red Velvet!

Mais uma vez, à semelhança da última publicação, fui ao livro "Há alguém mais gulosa do que eu?" buscar inspiração...e a receita! Para terem uma ideia, aqui está ela em versão Cupcakes Red Velvet

Nunca tinha feito este bolo, nem experimentado a cobertura de queijo creme. Quanto ao bolo, acho que me estiquei no cacau...ficando o vermelho um pouco para segundo plano! A cobertura, essa surpreendeu, combina na perfeição com a doçura deste bolo! Experimentem, não se irão arrepender.

Espero que gostem do resultado!




Obrigada pela visita!