sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A razão de ser...daqui desta coisa!

Em Outubro...

Há aniversários... há o dia mundial da alimentação... época de mudança e renovação, e é neste espírito que dou início a este blog de culinária, que também tem um pouquinho de mim, daquilo que sou e dos que me rodeiam.

No auge da idade, penso que já tenho credibilidade para ter uma coisa destas...ou então não! ;)

Aqui pretendo partilhar: receitas, experiências culinárias, inventadas por mim, que outros já partilharam comigo, ou então que vi em algum lado e resolvi fazer.

Sempre achei desde cedo que a alimentação que tinha era bastante variada e repleta de receitas saborosas as quais não teria grande problema em executar quando "estivesse por minha conta". No entanto, à medida que fui "crescendo": com entrada na faculdade, com a saída de casa e com o dia a dia que continua a ser repleto de surpresas e coisas novas, apercebo-me o quão "ignorante" era; quer ao nível de receitas quer ao nível dos ingredientes, e essas receitas deixaram de ser suficientes para a minha ambição culinária experimental.

Natas na comida era mentira, natas era para comer com morangos! E não com massas e afins...e eu que gosto tanto...

Alho-francês foi coisa que só provei depois de entrar na faculdade e cuja sopa só de ouvir o nome: "Sopa de alho francês", me provocava arrepios...arrgghhh alho, sopa de alho! Cruzes... Obrigada Jú pela apresentação ao dito cujo, talvez nem tu saibas disto, mas sim, foste tu que me apresentaste ao belo do alho-francês!

Strogonoff era outra coisa que me intrigava, para mim soava-me a nome de peixe! Tão longe da realidade que eu estava...Aqui tenho a agradecer às cantinas da universidade porque aí sim, eu vi que aquilo de peixe...tinha pouco.

Queijo em bolos e semifrios, era algo que também me intrigava e fazia certa confusão...enfim...

Esparguete negro... só o aspeto me provocava arrepios, quais minhocas embrulhadas no prato à minha frente...Obrigada Mary Ann pela apresentação! É tão bom com marisco!

Alheira era outro dos meus problemas, exatamente pela mesma razão do alho-francês: uma "chouriça" de alho...por favor quem se lembra de uma coisa destas? E eu que adoro alheira...alguém me explica porque tem este nome se é tão bom e não sabe a alho? Não, não tenho nada contra o alho e até gosto bastante de o usar nos cozinhados e temperos, mas a ideia de ter uma "chouriça" feita só com alho assustava-me!

Espinafres... era algo que o Popeye comia, e os meninos não gostavam. Portanto....eu também não iria gostar, certo? Erradíssimo...

Bolos de coisas que não fossem doces era algo que também me atormentava: Bolo de Batata, Bolo de Cenoura...e é tão bom!!!

Estes são alguns dos belos exemplos que eu adoro, e aos quais tinha fobia ou simplesmente não conhecia de todo...muita gente se estará a rir de mim neste momento, mas outras estarão a ver o espelhos dos seus pensamentos nos meus dilemas culinários, os quais orgulhosamente todos os dias tenho vindo a superar! Não há nada como experimentar!

Para finalizar esta minha introdução à blogosfera quero dedicar este blog a todos aqueles que se revêm no título do mesmo e a todos os que me rodeiam e tal como eu adoram comer e/ou fazer belos petiscos!

Obrigada pela visita!

Sem comentários:

Publicar um comentário